RESULTADO DE EXAMES

Apae de Vitória mantém serviços essenciais e garante a vaga dos usuários durante a pandemia de COVID-19

Apae de Vitória
30 de março de 2020
Atendimentos terapêuticos seguem acontecendo por meio de telecomunicações e serviços clínicos presenciais essenciais estão mantidos, assim como o Teste do Pezinho  
 
A Apae de Vitória orienta seus usuários e familiares a permanecerem em suas residências como medida indispensável e emergencial para que se faça um bloqueio da pandemia da COVID-19 (coronavírus) no Espírito Santo e no Brasil. Essa recomendação se fundamenta nas orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde, e das secretarias Estadual e Municipal de Saúde.
 
Entretanto, a Apae de Vitória continua realizando atendimentos e serviços que sua equipe considera essenciais a partir de uma avaliação técnica. O Centro Clínico permanece realizando os atendimentos por meio de telecomunicações dando continuidade às terapias de maneira individualizada, considerando as particularidades de cada paciente. Estão funcionando a Fisioterapia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Psicologia e Serviço Social.
 
Os atendimentos com médicos também foram mantidos, como consultas com bebês que apresentaram alterações no exame do Teste do Pezinho, além da emissão de receitas de medicamentos especiais e fornecimento de fórmula especial nutricional para pacientes com fenilcetonúria. Estes são serviços que não podem ser descontinuados.
 
Para isso, a Apae de Vitória tomou uma série de medidas para garantir a segurança de usuários, familiares e acompanhantes, assim como de sua equipe profissional. As recomendações das autoridades sanitárias estão sendo seguidas para que o ambiente seja seguro para todos.
 
Teste do Pezinho
 
As famílias devem ficar atentas à necessidade de realização do Teste do Pezinho mesmo durante a pandemia de COVID-19 (coronavírus) em recém-nascidos. O sangue deve ser colhido nas unidades de saúde nos municípios. O material é enviado ao Centro de Diagnóstico da Apae de Vitória (CEDAB) que realiza 100% dos exames pelo SUS dos bebês nascidos no Espírito Santo e mantém suas atividades mesmo durante a pandemia.
 
O Teste do Pezinho é um exame laboratorial rápido, realizado por meio da coleta de gotas de sangue do calcanhar do bebê em papel filtro. O objetivo principal é impedir o desenvolvimento de doenças que, se não tratadas em tempo hábil, podem levar à deficiência intelectual e/ou causar outros prejuízos à qualidade de vida das pessoas. Por isso, os exames não podem ser interrompidos. Bebês que apresentem alterações nos resultados terão atendimento, mesmo durante a quarentena.
 
Vagas garantidas
 
O corpo clínico espera retomar os atendimentos presenciais de todos os serviços assim que a pandemia de COVID-19 for controlada em todo o mundo e que haja segurança para a saúde de todos. Ressaltamos que as vagas dos atendimentos na Apae de Vitória estão garantidas e que as equipes estão trabalhando ainda mais para que seus usuários continuem tendo acesso ao serviço de excelência que a Instituição oferece. 
 
Grupo de risco
 
Pais e responsáveis por usuários da Apae de Vitória devem ter atenção redobrada durante a pandemia de COVID-19. Muitos de nossos pacientes vivem com as chamadas comorbidades, doenças já existentes que podem agravar o quadro de uma eventual infecção por COVID-19 (coronavírus), o que os coloca no grupo de risco. É o caso, por exemplo, de doenças cardiorespiratórias, entre outras.
 
Ao sinal dos sintomas da COVID-19 (dor de garganta, tosse, febre e dificuldade para respirar), o paciente deve ser encaminhado para a unidade de pronto-atendimento de referência mais próxima e os seus problemas de saúde devem ser informados para a equipe de plantão. Em caso de dúvidas, a Prefeitura Municipal de Vitória disponibilizou o telefone 156 (apenas para moradores de Vitória) e o Ministério da Saúde o 136.
 
Higiene redobrada
 
Os cuidados com a higiene devem ser redobrados nesse momento de pandemia da COVID-19 (coronavírus) e todas as orientações das autoridades sanitárias devem ser seguidas. Os pais e responsáveis pelos usuários da Apae de Vitória precisam ficar ainda mais atentos, uma vez que parte das pessoas com deficiência intelectual e/ou múltipla e/ou autismo apresentam dificuldade para a realização da sua própria higiene sozinhos, assim como pode haver o hábito de levar a mão à boca, nariz e olhos, o que deve ser evitado ao máximo
 
Para reduzir a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão, e, de preferência, utilizar toalhas de papel para secá-las.
 
Além do sabão, outro produto indicado para higienizar as mãos é o álcool gel 70, em especial quando não for possível lavá-las. O produto também serve para limpar objetos como telefones, teclados, cadeiras, maçanetas, etc. Para a limpeza doméstica, recomenda-se o uso da água sanitária (em uma solução de uma parte de água sanitária para nove partes de água) para desinfetar superfícies.
 
Utilizar lenço descartável para higiene nasal é outra medida de prevenção importante. Deve-se cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também é necessário evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.